quinta-feira, 16 de março de 2017

ACERCA DA ADORAÇÃO

ACERCA DA ADORAÇÃO
Leia pouco e aprenda muito

Adorar significa cultuar, reverenciar, venerar. Você adora a Deus prestando-lhe culto ou se prostrando, assim como o cego que foi curado:

Soube Jesus que o haviam expulsado; e achando-o perguntou-lhe: Crês tu no Filho do homem? Respondeu ele: Quem é, senhor, para que nele creia? Disse-lhe Jesus: Já o viste, e é ele quem fala contigo. Disse o homem: Creio, Senhor! E o adorou. (João 9:35-38)
No culto de adoração costumamos orar (conversar com Deus) fazendo pedidos, súplicas, pedidos de livramento, etc. Cantamos hinos de louvor, lemos salmos, agradecemos a Deus pelas bençãos recebidas, ensinamos e aprendemos a Palavra de Deus.
Nas igrejas pentecostais, onde há revelação, Deus fala conosco através dos profetas, servos de Deus que têm o dom de revelação. Nas igrejas tradicionais, que não há esse dom, Deus fala através da sua Palavra usando o próprio pastor ou outros obreiros para que o povo seja edificado.

Louvar ao Senhor

Louvar significa elogiar, falar bem de, enaltecer. Você pode louvar ao Senhor através dos cânticos de louvor, lendo salmos, orando, conversando, etc.

Exemplos de louvor:

Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, tu que puseste a tua glória dos céus! (Salmo 8:1)
Digo ao Senhor: Tu és o meu Senhor; além de ti não tenho outro bem. Quanto aos santos que estão na terra, eles são os ilustres nos quais está todo o meu prazer. Aqueles que escolhem a outros deuses terão as suas dores multiplicadas; eu não oferecerei as suas libações de sangue, nem tomarei os seus nomes nos meus lábios. Tu, Senhor, és a porção da minha herança e do meu cálice; tu és o sustentáculo do meu quinhão. As sortes me caíram em lugares deliciosos; sim, coube-me uma formosa herança. Bendigo ao Senhor que me aconselha; até os meus rins me ensinam de noite. Tenho posto o Senhor continuamente diante de mim; porquanto ele está à minha mão direita, não serei abalado. (Salmo 16:2-8)
Eu te amo, ó Senhor, força minha. O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo, em quem me refúgio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio. Invoco o Senhor, que é digno de louvor, e sou salvo dos meus inimigos. (Salmo 18:1-3)
Cânticos de louvor

Cânticos de louvor são hinos de enaltação ao Senhor, aos quais o seu nome é exaltado.


Culto de ação de graças

É um culto de agradecimento a Deus por uma grande graça alcançada.


Adore ao Senhor, pois é digno de louvor. Ele é o nosso salvador. Ele é o criador do universo e da Terra.

Deus abençoe,
R. S. Chaves

Vocabulário:

Adorar: Cultuar divindade; reverenciar, venerar.
Cultuar: Render culto a; idolatrar; venerar.
Louvar: Elogiar; falar bem de; enaltecer.
Enaltecer: Tornar alguém ou algo grandioso; atribuir maior valor ou grandeza.
Glorificar: Dar ou proclamar glória ou honra a; celebrar, exaltar, louvar.
Ação de graças: Testemunho de agradecimento, reconhecimento.



Leia os livros de R. S. Chaves


terça-feira, 7 de março de 2017

CONDUTA EXEMPLAR

CONDUTA EXEMPLAR
Leia pouco e aprenda muito

O novo convertido deve aprender a palavra de Deus, para saber o que pode e o que não pode fazer.

Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. (2 Coríntios 5:17)
Para que tudo se faça novo é necessário estar em Cristo, isto é, dentro da sua Palavra. Para estar dentro da sua Palavra é necessário conhecê-la. Para conhecê-la é necessário que leia, medite, compreenda, aprenda, guarde e pratique a Palavra de Deus.

Portanto digo isto, e testifico no Senhor, para que não mais andeis como andam os gentios, na verdade da sua mente, entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; os quais, tendo-se tornado insensíveis, entregaram-se à lascívia para cometerem com avidez toda sorte de impureza. Mas vós não aprendestes assim a Cristo. Se é que o ouvistes, e nele fostes instruídos, conforme é a verdade em Jesus, a despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; a vos renovar no espírito da vossa mente; e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade. Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira; nem deis lugar ao Diabo. Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tem necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas ó a que seja boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Toda a amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmia sejam tiradas dentre vós, bem como toda a malícia. Antes sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. (Efésios 4:17-32)
Neste texto Paulo fez um resumo de como deve ser a conduta do crente.

Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas. (João 15:3-6)
Jesus disse que a sua palavra nos limpa. Por isso devemos estar sempre lendo e meditando a Palavra. A nossa conduta tem que ser exemplar. A Luz do mundo deve estar sempre brilhando em nós. Quando conseguimos ter uma conduta exemplar alcançamos o respeito e admiração de todos. O nosso modo de vida em si já é uma pregação do Evangelho, pois as pessoas veem Jesus dentro de nós.

Deus abençoe,
R. S. Chaves





sexta-feira, 3 de março de 2017

SURPREENDA

SURPREENDA

Quando fazemos a vontade de Deus, não fazemos mais do que a nossa obrigação. Quando trabalhamos numa empresa temos um contrato com o nosso empregador para trabalhar um certo número de horas para fazer determinadas tarefas. As tarefas que fazemos não são mais do que a nossa obrigação. Entretanto nós podemos fazer a diferença: Quando nós cumprimos as nossas obrigações com boa vontade e dedicação e procuramos até mesmo fazer além do que foi pedido ou contratado. Porquanto podemos surpreender até mesmo a Deus. Quanto mais ao nosso patrão.

Qual de vós, tendo um servo a lavrar ou a apascentar gado, lhe dirá, ao voltar ele do campo: chega-te já, e reclina-te à mesa? Não lhe dirá antes: Prepara-me a ceia, e cinge-te, e serve-me, até que eu tenha comido e bebido, e depois comerás tu e beberás? Porventura agradecerá ao servo, porque este fez o que lhe foi mandado? Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis; fizemos somente o que devíamos fazer. (Lucas 17:7-10)
Jesus nos exorta a fazer a diferença:

Ouvistes que foi dito: “Olho por olho, e dente por dente.” Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; e, se qualquer te obrigar a caminhar mil passos, vai com ele dois mil. Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes. Ouvistes que foi dito: “Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo.” Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os gentios também o mesmo? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial. (Mateus 5:38-48)
Ao não resistir ao mau nós surpreendemos. Ao fazer o dobro do que nos foi exigido nós surpreendemos. Ao oferecer a outra face nós surpreendemos. Ao não desejar o mau aos nossos inimigos e perseguidores nós surpreendemos. Ao ser humilde com quem é arrogante nós surpreendemos (embora a humildade irrite aos arrogantes, se possível os evite).
O teu patrão pode até não ver a tua dedicação, mas Jesus tudo vê. Ele, ao seu tempo, recompensa aos seus servos conforme as suas obras.

Deus abençoe,
R. S. Chaves








terça-feira, 10 de janeiro de 2017

NÃO POR FORÇA, NEM POR VIOLÊNCIA

NÃO POR FORÇA, NEM POR VIOLÊNCIA
Leia pouco e aprenda muito



Ninguém deve se impor a ninguém. Deus não obriga ninguém a ir para o céu. Há o livre arbítrio. Você não é obrigado a aceitar Jesus, mas não está isento da consequência da tua escolha. Jesus nos ensina que devemos amar até mesmo aos nossos inimigos e os que nos perseguem:
Ouvistes que foi dito: “Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo.”Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os gentios também o mesmo? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial. (Mateus 5:43-48)
Ora, se devemos amar a todos, obviamente não devemos e não podemos impor a nossa fé a ninguém. Já no antigo testamento o anjo do Senhor falava através do profeta Zacarias a Zorobabel que não é por força nem por violência, mas pelo Espírito de Deus. Zorobabel foi um dos ancestrais de Jesus (Mt. 1:12). Esta foi mais uma profecia acerca do Messias:
Ora o anjo que falava comigo voltou, e me despertou, como a um homem que é despertado do seu sono; e me perguntou: Que vês? Respondi: Olho, e eis um castiçal todo de ouro, e um vaso de azeite em cima, com sete lâmpadas, e há sete canudos que se unem às lâmpadas que estão em cima dele; e junto a ele há duas oliveiras, uma à direita do vaso de azeite, e outra à sua esquerda. Então perguntei ao anjo que falava comigo: Meu senhor, que é isso? Respondeu-me o anjo que falava comigo, e me disse: Não sabes tu o que isso é? E eu disse: Não, meu senhor. Ele me respondeu, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos exércitos. Quem és tu, ó monte grande? Diante de Zorobabel tornar-te-ás uma campina; e ele trará a pedra angular com aclamações: Graça, graça a ela. (Zacarias 4:1-7)
Ainda no Velho Testamento lemos no livro de Provérbios:
Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe pão para comer, e se tiver sede, dá-lhe água para beber; porque assim lhe amontoarás brasas sobre a cabeça, e o Senhor te recompensará. (Provérbios 25:21-22)
Além de Deus não punir a Caim em vida, proibiu que qualquer um o fizesse:
E disse o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão? E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra. E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra. Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar, me matará. O Senhor, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse. (Gênesis 4:9-15)

Desta feita, o exército sírio ao perseguir Eliseu foi entregue nas mãos do rei de Israel sem que precisasse levantar uma arma, cumprindo o que diz em provérbios 25:21-22:
Quando os sírios desceram a ele, Eliseu orou ao Senhor, e disse: Fere de cegueira esta gente, peço-te. E o Senhor os feriu de cegueira, conforme o pedido de Eliseu. Então Eliseu lhes disse: Não é este o caminho, nem é esta a cidade; segui-me, e guiar-vos-ei ao homem que buscais. E os guiou a Samaria. E sucedeu que, chegando eles a Samaria, disse Eliseu: Ó Senhor, abre a estes os olhos para que vejam. O Senhor lhes abriu os olhos, e viram; e eis que estavam no meio de Samaria. Quando o rei de Israel os viu, disse a Eliseu: Feri-los-ei, feri-los-ei, meu pai? Respondeu ele: Não os ferirás; feririas tu os que tomasses prisioneiros com a tua espada e com o teu arco? Põe-lhes diante pão e água, para que comam e bebam, e se vão para seu senhor. Preparou-lhes, pois, um grande banquete; e eles comeram e beberam; então ele os despediu, e foram para seu senhor. E as tropas dos sírios desistiram de invadir a terra de Israel. (2 Reis 6:18-23)
Paulo de Tarso nos exorta também citando o Velho Testamento:
Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira de Deus, porque está escrito: “Minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.” “Antes, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.”Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. (Romanos 12:19-21)
Mais uma vez Paulo de Tarso nos exorta ao amor:
A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei. Com efeito: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo. De modo que o amor é o cumprimento da lei. (Romanos 13:8-10)
Assim sendo, devemos amar a todos. Desejando que todos alcancem a salvação, se possível; embora, sabendo que, infelizmente, nem todos são de salvação. A salvação também é um milagre, pois somente o Espírito Santo consegue convencer sem precisar de violência nem imposição. Há também os que se convertem mas Deus logo os leva, pois não conseguiriam passar por provações. Por isso não se desespere se o teu ente querido ainda não se converteu, pois tudo tem o seu tempo e o seu propósito. Deus também é o Senhor do tempo.

Deus abençoe,
R. S. Chaves






sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

O NATAL

O NATAL
Leia pouco e aprenda muito


O nascimento de Jesus foi o acontecimento mais esperado pelo povo de Israel. Acerca disso foi profetizado desde o livro de Gênesis até Malaquias. Poucos foram os que reconheceram e aceitaram a sua vinda, mas isto foi da vontade do Pai, para que a salvação fosse ofertada a todos os povos e não somente aos descendentes de Israel.
Atualmente para alcançar a salvação não é mais necessário ser israelita, basta reconhecer que Jesus é o Messias de Israel e aceitá-lo como único e suficiente salvador.
Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, ela se achou ter concebido do Espírito Santo. E como José, seu esposo, era justo, e não a queria infamar, intentou deixá-la secretamente. E, projetando ele isso, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, pois o que nela se gerou é do Espírito Santo; ela dará à luz um filho, a quem chamarás Jesus; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será chamado EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco.” E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher; e não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de Jesus. (Mateus 1:18-25)
Tendo, pois, nascido Jesus em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes, eis que vieram do oriente a Jerusalém uns magos que perguntavam: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Pois do oriente vimos a sua estrela e viemos adorá-lo. O rei Herodes, ouvindo isso, perturbou-se, e com ele toda a Jerusalém; e, reunindo todos os principais sacerdotes e os escribas do povo, perguntava-lhes onde havia de nascer o Cristo. Responderam-lhe eles: Em Belém da Judeia; pois assim está escrito pelo profeta: “E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as principais cidades de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo de Israel.” Então Herodes chamou secretamente os magos, e deles inquiriu com precisão acerca do tempo em que a estrela aparecera; e enviando-os a Belém, disse-lhes: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino; e, quando o achardes, participai-mo, para que também eu vá e o adore. Tendo eles, pois, ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela que tinham visto quando no oriente ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino. Ao verem eles a estrela, regozijaram-se com grande alegria. E entrando na casa, viram o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro incenso e mirra. Ora, sendo por divina revelação avisados em sonhos para não voltarem a Herodes, regressaram à sua terra por outro caminho. E, havendo eles se retirado, eis que um anjo do Senhor apareceu a José em sonho, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito, e ali fica até que eu te fale; porque Herodes há de procurar o menino para o matar. Levantou-se, pois, tomou de noite o menino e sua mãe, e partiu para o Egito. E lá ficou até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: “Do Egito chamei o meu Filho.” Então Herodes, vendo que fora iludido pelos magos, irou-se grandemente e mandou matar todos os meninos de dois anos para baixo que havia em Belém, e em todos os seus arredores, segundo o tempo que com precisão inquirira dos magos. Cumpriu-se então o que fora dito pelo profeta Jeremias: “Em Ramá se ouviu uma voz, lamentação e grande pranto: Raquel chorando os seus filhos, e não querendo ser consolada, porque eles já não existem.” Mas tendo morrido Herodes, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonho a José no Egito, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel; porque já morreram os que procuravam a morte do menino. Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Ouvindo, porém, que Arquelau reinava na Judeia em lugar de seu pai Herodes, temeu ir para lá; mas avisado em sonho por divina revelação, retirou-se para as regiões da Galileia, e foi habitar numa cidade chamada Nazaré; para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: “Ele será chamado nazareno.” (Mateus 2:1-23)
Se você ainda não aceitou Jesus Cristo como único e suficiente salvador da tua alma, faça-o sem perda de tempo e mude de vida. Dirija-se a uma igreja evangélica próxima a tua casa e seja abençoado pelo criador dos céus e da terra. Se você não tem condições de saúde para isso, peça uma visita do pastor na tua residência, e ele, se não puder ir pessoalmente, certamente enviará um obreiro de grande valor para orar por ti e pela tua família.
Seja um vencedor em Jesus.

Deus abençoe,
R. S. Chaves







sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A QUEM MAIS FOR DADO MAIS SERÁ EXIGIDO

A QUEM MAIS FOR DADO MAIS SERÁ EXIGIDO
Leia pouco e aprenda muito


Recebeu um cargo na igreja? Dedique-se, e Deus te recompensará. Cuidado! Não queira cargos somente para status. A quem mais for dado mais será exigido. Recebeu um dom do Espírito Santo? Use-o. Os dons são para edificação da igreja. Se você tem cargo na igreja do Senhor e não se dedica, Deus pode requerer de ti.

Meus irmãos, não sejais muitos de vós mestres, sabendo que receberemos um juízo mais severo. (Tiago 3:1)
Todos nós somos predestinados a uma obra na igreja do Senhor. No hino 93 da Harpa Cristã lemos:

“Para cada crente, o Mestre preparou um trabalho certo, quando o resgatou.”
Jesus nos ensina através da parábola dos talentos:

Porque é assim como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes entregou os seus bens: a um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade; e seguiu viagem. O que recebera cinco talentos foi imediatamente negociar com eles, e ganhou outros cinco; da mesma sorte, o que recebera dois ganhou outros dois; mas o que recebera um foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor. Ora, depois de muito tempo veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles. Então chegando o que recebera cinco talentos, apresentou-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que ganhei. Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Chegando também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis aqui outros dois que ganhei. Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Chegando por fim o que recebera um talento, disse: Senhor, eu te conhecia, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste, e recolhes onde não joeiraste; e, atemorizado, fui esconder na terra o teu talento; eis aqui tens o que é teu. Ao que lhe respondeu o seu senhor: Servo mau e preguiçoso, sabias que ceifo onde não semeei, e recolho onde não joeirei? Devias então entregar o meu dinheiro aos banqueiros e, vindo eu, tê-lo-ia recebido com juros. Tirai-lhe, pois, o talento e dai ao que tem os dez talentos. Porque a todo o que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem ser-lhe-á tirado. E lançai o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes. Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me. Então os justos lhe perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? Ou com sede, e te demos de beber? Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? Ou nu, e te vestimos? Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te? E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos; porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; era forasteiro, e não me acolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo, e na prisão, e não me visitastes. Então também estes perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou forasteiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Ao que lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que o deixaste de fazer a um destes mais pequeninos, deixastes de o fazer a mim. E irão eles para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna. (Mateus 25:14-46)
Como vemos aqui, Jesus exige que nos coloquemos ao seu serviço. No Velho Testamento o Senhor já advertia:

Livra os que estão sendo levados à morte, detém os que vão tropeçando para a matança. Se disseres: Eis que não o sabemos; porventura aquele que pesa os corações não o percebe? E aquele que guarda a tua vida não o sabe? E não retribuirá a cada um conforme a sua obra? (Provérbios 24:11-12)
Nós sabemos que quem não recebe Jesus como salvador irá para a segunda morte. Por isso temos a obrigação de tentar avisar as pessoas acerca desse perigo. Nem por isso devemos nos desesperar, pois há tempo para tudo. Mas quando somos chamados para a obra do Senhor não podemos recusar. Lembre-se: Jesus não chama os capacitados. Ele capacita os escolhidos.
A igreja precisa de todos: Pastores, mestres, porteiros, cantores, profetas, diáconos, etc. Mesmo quem não tem cargo na igreja Deus requer oração intercessória nas madrugadas. Por isso dedique-se a missão que Deus te chamou, seja lá qual for. Use os teus talentos na obra do Senhor.

Deus abençoe,
R. S. Chaves






quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

MELHOR É DAR DO QUE RECEBER

MELHOR É DAR DO QUE RECEBER
Leia pouco e aprenda muito


Se alguém dá é porque tem, pois ninguém dá o que não tem. E com certeza é melhor dar do que receber.

Em tudo vos dei o exemplo de que assim trabalhando, é necessário socorrer os enfermos, recordando as palavras do Senhor Jesus, porquanto ele mesmo disse:
Coisa mais bem-aventurada é dar do que receber.” (Atos 20:35)
O que se compadece do pobre empresta ao Senhor, que lhe retribuirá o seu benefício.(Provérbios 19:17)
Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes. (Mateus 5:42)
Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado. (Tiago 4:17)
Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo. (Provérbios 3:27)
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me. Então os justos lhe perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? Ou com sede, e te demos de beber? Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? Ou nu, e te vestimos? Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te? E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes. (Mateus 25:34-40)

Se teu irmão precisa de peixe, você pode dar, se o tiver. Mas é muito melhor você, além de dar o peixe naquele momento de necessidade, ensiná-lo a pescar, pois não precisará mais de você. Entretanto se você não puder ensiná-lo a pescar, ore por ele para que Deus chegue em sua vida com providência. No momento de necessidade não deixe de ajudar a quem precisa, se puder. Lembre-se: Deus terá misericórdia de quem tiver misericórdia.

Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna. (João 4:14)
Declarou-lhes Jesus. Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim, de modo algum terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede. (João 6:35)

Quando o pastor da igreja pedir ajuda para os necessitados, não o negue, se puder ajudar, ajude. Se não puder ajudar financeiramente, ajude espiritualmente, em oração. Ponha-se no lugar de quem está precisando. Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você.
Não se pode negar pão nem água a ninguém. Jesus é o pão da vida. A palavra de Deus é água. Jesus é a palavra. Jesus é pão e água. Jesus é a fonte da vida eterna.

Deus abençoe,

R. S. Chaves